quarta-feira, agosto 03, 2016

Igreja

"O mundo está cansado de ouvir o evangelho pregado pela igreja. Eles querem vê-lo praticado pela igreja".

Dave Gibbons em O Macaco e o Peixe, da Garimpo Editorial. 

quarta-feira, junho 01, 2016

terça-feira, maio 10, 2016

Terror do Nordeste!



Ganhamos tudo que disputamos. Após um começo de temporada bem preocupante, a chegada do Mílton Mendes mudou a direção do vento e as velas do clube foram empurradas para conquistas. É o melhor momento do Santa Cruz nos últimos anos (provavelmente na última década). 

E de forma diferente dos últimos anos, entraremos na série A como campeões. Isso certamente faz diferença no ânimo da torcida, que vai ser peça fundamental na nossa campanha. Espero que a diretoria entenda isso e não complique com preços de ingressos altos.

Vamo Santa! Junta mais essa vitória ao teu passado de glória!


segunda-feira, abril 18, 2016

Obrigado Kobe!


Não poderia ter sido melhor. Não poderia ter sido diferente. A despedida do camisa 24 dos Lakers foi histórica. Um dos melhores que vi jogar. Um ídolo do esporte.

Me emocionei em diversos momentos antes, durante e depois de jogo.

Obrigado Kobe. Obrigado por tudo.

segunda-feira, março 21, 2016

Pedalboard atualizado...

Novo pedalboard para o próximo bimestre...


Tudo controlado pelo excelente Penta-5witch do Pedrone.

Plainsman Boost Walrus Audio
Ca$h Stomp Audio Labs
Rainbow Machine Earthquaker Devices
Meet Maude Fairfield Circuitry
Silver Spring Reverb Mad Professor

O Pedalboard é um D-45 da Dantas Handmade.

sexta-feira, fevereiro 26, 2016

O Conhecimento de Deus


"Cedo ou tarde, a direção divina, que nos levas das trevas para a luz, também nos levará da luz para a escuridão. Isto faz parte do caminho da cruz."
J. I Packer em O Conhecimento de Deus, da Editora Mundo Cristão

terça-feira, fevereiro 23, 2016

Nova Mania...


Se tem uma nova mania aqui em casa é a de Board Games. Receber amigos para jogar tem sido uma delícia e o número de títulos na coleção só aumenta. É uma forma de juntar amigos para um bom papo e momentos de diversão.

Por enquanto são esses aí da foto.

Ticket to Ride (Galápagos Jogos)
Smallworld (Galápagos Jogos)
Carcassone (Growl)
King of Tokyo (Galápagos Jogos)
Pandemia (Devir)
X-Wing (Galápagos Jogos)
Cook-Off (Funbox)
Pega em 6 (Copag)
Dutch Blitz
Timeline (Galápagos Jogos)

Ainda tem mais uns 10 na minha lista. Perigo da gota...

segunda-feira, fevereiro 01, 2016

quarta-feira, janeiro 06, 2016

O que li em 2015...

14. Có & Birds - Gustavo Duarte (Quadrinhos na Cia) 
13. Muito mais que Palavras - Philip Yancey & James Schaap (Vida) 
12: Star Wars: O Herdeiro do Império - Timothy Zahn (Aleph) 
11. Palestina - Joe Sacco (Conrad) 
10. Uma Princesa de Marte - Edgar R. Burroughs (Aleph) 
9. Fé Cristã e Cultura Contemporânea - Leonardo Ramos, Marcel Camargo e Rodolfo Amorim, org. (Ultimato) 
8. O Festim dos Corvos - George R. R. Martin (Leya) 
7. Chazown - Craig Groeschel (BV Books) 
6. A Vida, o Universo e tudo mais - Douglas Adams (Sextante) 
5. A Assinatura de Jesus - Brennan Manning (Mundo Cristão) 
4. Sonhos Despedaçados - Larry Crabb (Mundo Cristao) 
3. Um Homem chamado Jesus Cristo - John Piper (Vida) 
2. Você é um Herói - Daniel Nunes Romero (Thomas Nelson Brasil) 
1. Tatica Mente - Paulo Vinícius Coelho (Panda Books)

Total: 3.211 Páginas

Inegavelmente um ano bem melhor do que os anteriores para as minhas leituras. E com a volta de uma rotina, a tendêndencia é que 2016 seja ainda melhor (mesmo com Caio me demandando cada vez mais tempo e atenção, o que adoro...).

terça-feira, janeiro 05, 2016

Leituras de Dezembro

> Có & Birds - Gustavo Duarte (Quadrinhos na Cia)...80 Páginas 
> Muito mais que Palavras - Philip Yancey & James Schaap (Vida)...320 Páginas 
> Star Wars: O Herdeiro do Império - Timothy Zahn (Aleph)...472 Páginas 

Total: 872 Páginas

segunda-feira, janeiro 04, 2016

Um tripé para o Futuro!



Desde os tempos em que eu era articulista do Torcedor Coral eu não escrevo tanto sobre o Santa Cruz. Passada a euforia do acesso, é hora de (re) pensar o clube. É uma oportunidade de ouro para o planejamento e crescimento do Mais Querido, que não pode ser desperdiçada como foi em 2005 (onde o nosso momento ante os rivais era ainda melhor).
Quero escreve sobre três fatores, que no meu entender, ajudarão o Santa Cruz a se fortalecer e a encurtar o gigantesco abismo de arrecadação em que o clube se encontra frente aos maiores clubes do país e ao maior rival, cujas cotas estabelecidas pela TV promovem uma disparidade econômica e esportiva, para uma mesma competição e grau de dificuldade.

Revelar e vender jogadores

Essa teria que ser uma obsessão do Santa Cruz. Revelar e desenvolver talentos. Para a sobrevivência e auto-suficiência financeira do clube. Não digo isso afirmando que não devemos segurar nossos talentos para formar bons esquadrões. Afirmo que deveríamos revelar talentos em quantidade suficiente para negociações sem desmanche de elenco.
Descobrir craques é algo raríssimo. São pedras preciosas, cada vez mais disputadas. Mas e os bons jogadores? Os eficientes? Quanto custaria no mercado hoje, um bom lateral direito, com força para apoiar e uma boa capacidade de cruzamento? Um volante que marque bem e saiba sair jogando, com bom passe?
Para isso precisamos de estrutura e de bons profissionais nas nossas divisões de base. Que possam ensinar. Aprendizado é repetição e treinamento. Isso leva ao aperfeiçoamento. E com uma boa estrutura, imagino que seja uma fórmula perfeita.
Um Centro de Treinamento é vital nesse processo. Uma estrutura capaz de oferecer um ambiente capaz de proporcionar a atletas e profissionais do clube um local para darem o seu melhor. Se sem um CT, conseguimos descobrir alguns talentos, imagina com uma estrutura profissional?
E o dinheiro para construir esse Centro? Você deve estar se perguntando. E eu vou responder com: Vendendo jogadores.

Sócios

Ficamos conhecidos como a torcida mais apaixonada do Brasil. Isso certamente tem o seu valor. Mas, na prática é só um título vazio se a torcida não se propuser a sustentar o clube. A discrepância de cotas em relação aos demais clubes da série A é colossal. E como podemos reduzir essa distância? Como minimizar as diferenças de arrecadação dos maiores clubes do sul/sudeste para o Santa?
Eu só vejo uma saída: O apoio em massa da torcida mais apaixonada do Brasil. A torcida do Santa Cruz precisa entender que se associar é tornar o clube mais forte e cada vez mais viável. É fornecer ao clube condições para tentar competir com dignidade na competição mais importante do Brasil. É disponibilizar ao clube a oportunidade de contar com uma renda fixa e assim elaborar um bom planejamento financeiro, que nos permita estruturar e pensar o clube no presente e no futuro. Escreve essas mal-traçadas linhas enquanto o Internacional divulga uma receita de mais de 60 milhões de reais advindas só de sócios. Mais de 100 mil, diga-se de passagem.
Mas a responsabilidade também é do Santa Cruz, de criar condições para que sua torcida possa se associar. Não é só esperar pela paixão dos torcedores (que em épocas de vacas magras, pode flutuar bastante...). O clube precisa entender o perfil da sua torcida e criar produtos diretamente voltados para esse público. Seja uma campanha de sócios, seja uma linha de produtos populares que trarão dividendos e royalties para os nossos cofres.

Gestão

Esse é um ponto em que sem dúvida alguma avançamos bastante. A chegada de Alírio,foi um sopro muito bem vindo de frescor e renovação nas Repúblicas Independentes do Arruda. Em muitos anos temos alguém sem pretensões políticas no comando do clube. Em muitos anos temos alguém com um pensamento de gestão no comando do clube. Esse é um avanço que não podemos perder e onde não podemos admitir retrocessos. Precisamos, cada vez mais, trazer profissionais qualificados (e preferencialmente remunerados) para dentro do clube. Não dá para imaginar uma receita de 50 milhões em 2016 nas mãos de gente despreparada. É um desastre certo (como temos exemplos recentes e próximos para comprovar). Todas as áreas do clube tem que ser geridas profissionalmente. Não deve haver espaço para aventuras e amadorismo.


Estamos num ótimo caminho, mas ainda há muito a conquistar e evoluir. Por um Santa Cruz cada vez mais forte.

segunda-feira, dezembro 21, 2015

Star Wars - O Despertar da Força


Assisti o filme. E Adorei.

Mas...

Esperava uma história diferente. Uma história original. O que eu vi foi praticamente um remake do episódio IV. Que é uma história sempre incrível de assistir, mas é uma história que já foi contada.

Inclusive em vários detalhes importantes da trama.

Mas vale a pena demais assistir. É Star Wars. É diversão garantida no cinema. Já estou combinando para ir assistir a próxima vez.

sábado, novembro 21, 2015

TEM QUE RESPEITAR!!!!!


Já inicio texto me desculpando por quaisquer erros. Estou escrevendo logo após a peleja contra o Mogi Mirim e as emoções ainda estão a flor da pele.

O Santa venceu. O Santa voltou. Após passarmos por tudo de pior que um clube de massa poderia imaginar, jogando em campos sem estrutura, tropeçando em times inexpressivos, concluímos a nossa saga de retorno a série A do futebol brasileiro.

Só quem é Santa Cruz sabe o que isso significa. Só os amantes do Tricolor Pernambucano entendem.

Estou emocionado. O Santa Cruz Futebol Clube conseguiu. E mais do que um retorno a primeira divisão, esse acesso é uma luz no fim do túnel. É a possibilidade do clube dar o salto financeiro, administrativo e estrutural tão essencial para que, efetivamente, possamos voltar a ser uma força no cenário nacional.

É óbvio que com essa discrepância financeira perpetuada e incentivada pelas cotas da TV é impossível competir em igualdade com os maiores do país. É muito difícil de competir até contra o nosso maior rival.

Mas chegamos. Aqui é Santa Cruz. Terão que nos respeitar!