segunda-feira, janeiro 26, 2009

"Caso" Renascer



Não. Não vou fazer dessa tragédia um escárnio. Também me recuso a dizer "bem feito". Também me recuso a acreditar que tenha sido um "castigo de Deus" pelas presepadas "apostílicas" do casal Hernandes. Como disse à minha Esposa, se Deus quisesse castigá-los, não ceifaria a vida de 9 inocentes. Teria riscado os dois da existência.

O que me deixa atordoado(e eu sei, não deveria) é a total desfaçatez dos "Apóstolos". Atribuir a tragédia a propósitos divinos é de uma cara de pau descomunal. Livra a cara deles e joga a culpa num propósito divino incompreensível para nós mortais, mas que no fim, deve ter algo de bom(dizem eles). Além disso, uma característica perturbadora e preocupante evidenciada não somente no casal, como em várias lideranças evangélicas, dita os nossos rumos nos dias de hoje: A Falta de Humildade.

Não seria mais honrado, mais sábio, mais simples e mais Cristão reconhecer o erro? As investigações vem apontando várias falhas, graves, cometidas pela direção da Renascer. Não seria correto vir a público admitir os problemas? É claro que com isso, a "moral" dos dois frente aos fiés seria seriamente abalada. Pedir perdão pelo descaso, pelo descuido e pelo relaxamento com que as coisas foram feitas e tratadas parece fora de questão.

Ao invés disso, os 2 "líderes" bradejam contra a "perseguição" que vem sofrendo e prometendo vingança e retaliações(Não viu? Veja aqui). Que Evangelho é esse? Onde está humildade, que deveria ser característica de todo aquele que se diz salvo e transformado por Jesus Cristo?

E os "fiéis", que simplesmente balançam suas cabeças sem ao menos questionar se as profetadas vociferadas pelo casal fazem algum sentido?

Eu prefiro ficar com o(aí sim profético) C.S. Lewis, que no seu livro Cartas de um Diabo a seu Aprendiz relata um discurso do demônio Fitafuso a uma turma de jovens demônios recém-formados onde ele destaca:

"A Conformidade ao Ambiente Social, que inicialmente é apenas instintiva ou até mesmo mecânica, torna-se agora um credo inconsciente, ou um ideal de Pertencer a um grupo, ou de ser como os Outros."

"Talvez venha a época em que não precisaremos nunca nos preocupar com a tentação individual, com exceção de poucos. Apoderem-se do Pastor e todo o resto do rebanho o seguirá."

Profético.

Um comentário:

Cioara Andrei disse...

Foarte interesant ce ai postat.M-am uitat pe blogul tau si imi place ce am vazut chiar e frumos si interesant.Felicitari si sigur am sa mai revin!